banner

Roteiro da Expedição começa com plantio de mudas em Pedra da Boca

Começa neste domingo a 4ª Expedição do Semiárido. A viagem é o prêmio para os alunos e professores classificados no Concurso de Redação e Artigo Científico, que tiveram as melhores notas em seus trabalhos. O grupo sai da frente da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), em Campina Grande, às 7 horas. A expedição é uma realização da Universidade Federal de Campina Grande, através do Programa de Estudos e Ações Para o Semiárido e Museu Interativo do Semiárido, em parceria com a Fundação Parque Tecnológico da Paraíba e Instituto Lynaldo Cavalcanti, patrocínio do Sebrae, BNB e BB, e apoio do Governo do Estado (PBTUR), Comprov, Lokmaq, Unicampo, e Instituto Nacional do Semiárido (INSA).

O grupo de 50 pessoas sai de Campina Grande com destino a Araruna (PB), onde faz uma trilha no Parque Estadual Pedra da Boca. Lá a turma participa de um momento de responsabilidade com a natureza fazendo o plantio de mudas de umbuzeiro, doadas pelo Instituto Nacional do Semiárido (INSA). De lá segue para visitar o Santuário Santa Rita de Cássia, município de Santa Cruz (RN). Nesse dia a expedição pernoita no Hotel Brejo das Freiras, município de São João do Rio do Peixe (PB), one poderão desfrutar das águas termais do hotel.  No dia seguinte, é hora de partir para visitar dois projetos de convivência com o semiárido (Produção de Cactus e Suculentas e Produção de Polpa de Frutas), na zona rural de Pombal (PB) e o artesanato de redes de Aparecida (PB). Neste dia, o grupo pernoita no Casarão do Jabre, em Maturéia, onde a noite promete ser bastante divertida, com prosa na quentura da fogueira e o arrasta-pé ao som do forró sertanejo. Na manhã seguinte, logo cedo, é hora fazer a subida ao Pico do Jabre, onde os alunos e professores terão uma aula prática com o profº Dr. em Recursos Naturais, Daniel Duarte.

A expedição prossegue com uma visita ao artesanato de cerâmica de Maturéia e de lá o destino é Triunfo (PE). Os expedicionários vão se deliciar com a história da cidade, o Engenho São Pedro e o passeio de teleférico. A expectativa do grupo é encontrar o friozinho característico da região. Garanhuns é a próxima parada, o grupo vai se hospedar no Hotel Brejo, em Saloá/Garanhuns (PE), e desfrutar do ar puro e frio da região verde.  Ao despertar é hora de se divertir tirando leite de vaca, fazendo uma trilha desfrutando da natureza do local. À tarde, o grupo se despede de Pernambuco para seguir viagem para Paulo Afonso (BA). O próximo roteiro é visitar a Hidrelétrica de Paulo Afonso. Dia seguinte um passeio de catamarã pelo cânion de Xingó (SE) vai deixar todos deslumbrados com as belezas da região. Os expedicionários visitam também o Museu de Arqueologia de Xingó e as belezas pitorescas da cidade de Piranhas (AL).

Retornando para a Paraíba, a Expedição do Semiárido entra em Caruaru (PE) onde vai conhecer museus e o artesanato do Alto do Moura. Se pensam que a viagem termina aí estão enganados. A cidade de Boqueirão é o próximo destino. O grupo vai fazer um passeio de catamarã pelo Açude Epitácio Pessoa, almoça num restaurante às margens do açude e segue viagem para o pôr do sol em Pai Mateus, Cabaceiras.

Esse é um programa imperdível, de beleza ímpar. Após uma noite animada pelo autêntico forró pé-de-serra os expedicionários começam a se despedir. Fazem uma tripla de manhã, em Pai Mateus, até a formação rochosa Saca de Lã, e após o almoço vão conhecer a história de São João do Cariri e o Projeto Uruçu, de cultivo de alface e outras hortaliças através do sistema de hidroponia. Aí sim, é hora de dar adeus aos novos amigos, que vão deixar muitas saudades e lembranças de momentos felizes, nessa viagem que proporciona uma riqueza maior: o conhecimento sobre o nosso Semiárido nordestino.

Ascom Expedição do Semiárido